fbpx

Como Lidar com o Medo no dia a dia

Eu sou Celso Luchezzi, seu Mentor e Professor de Empreendedorismo Sustentável.

Newsletter

Inscreva-se para receber conteúdos exclusivos em primeira mão.

Olá!

Tudo bem?

Nesse artigo vou falar sobre Como Lidar com o Medo no dia a dia e os 7 segredos para você encarar o medo no dia a dia

Vou falar como vejo e entendo o medo no dia a dia e na maior parte do artigo falarei de mim e se você se identificar, fique tranquilo, mas vou te pedir para ler até o fim.

Vamos lá!

Primeiro veja o que significa a palavra medo.

De acordo com o dicionário Priberam medo é:

  • Estado emocional resultante da consciência de perigo ou de ameaça, reais, hipotéticos ou imaginários.
  • Ausência de coragem.
  • Preocupação com determinado fato ou com determinada possibilidade.

Veja que nas três definições o medo é definido como uma coisa irreal. É alguma coisa que não é verdade, ou que não existe.

Na maioria das vezes, o medo no dia a dia é alguma coisa imaginária, ou seja, ela não existe, mas eu por exemplo tive medo de escrever esse artigo que você está lendo agora. Gozado isso, não é mesmo?

E isso é a mais pura realidade. Eu tive esse medo, porém quando decidi o que chamo de “abraçar o medo” o artigo está aqui.

Por dias fiquei pensando no que escrever… e aí veio a minha cabeça a ideia de escrever sobre medo no dia a dia.

E como todo ser humano, pensei, mas falar sobre medo no dia a dia veio algumas questões, coisas como:

  • É um assunto óbvio, simples.
  • As pessoas já sabem sobre isso, elas vão achar chato esse assunto.
  • O que as pessoas vão pensar?
  • Será que as pessoas vão gostar?
  • Será que as pessoas vão achar que é um assunto batido?

Será que…

Será…

Mas e se…

Essas perguntas, são imaginárias, são criações da minha cabeça e causam:

  • Fobia
  • Pavor
  • Temor
  • Apreensão
  • Receio

A gente pode trocar pela palavra o medo no dia a dia pela palavra ou expressão que a gente quiser, mas o medo no dia a dia ainda está lá dentro de nós. O medo no dia a dia nos trava e nos paralisa e se você não fizer nada e deixar, o medo no dia a dia vai te dominar. Enquanto você alimentar o medo no dia a dia, ele vai te impedir de dar passos na sua vida e de fazer as coisas por mais simples que sejam.

Muitas vezes tive muito medo no dia a dia de fazer as coisas, mas qual a razão disso?

Eu te digo. Eu queria saber a resposta antes de fazer. Eu queria saber aonde vou chegar sem mesmo ter começado.

A minha ansiedade me impedia de fazer para depois saber o resultado. Eu queria saber o resultado sem antes fazer.

Mas, qual será o resultado?

E se não for bem o que pensei ou planejei?

Como eu vou ficar? Me sentirei um fracassado. Meu Deus! O que vou fazer?

Quando ficava pensando no medo no dia a dia, ele simplesmente me paralisava, sentia frio, calor, suava e procrastinava… fugia de encarar a situação e ir em frente e fazer o que tinha que ser feito.

As pessoas assim como, eu em muitas vezes achei que o mais importante é o resultado, mas na verdade estava enganado, pois o mais importante não é o resultado, mas sim o caminho para se chegar no resultado. O resultado para mim é uma soma de várias coisas que você faz para chegar no resultado. E aí cabe avaliar o resultado.

Aprenda! Tire, elimine as expectativas.

O mais importante é o caminho para se chegar no resultado.

Veja muitas vezes temos medo no dia a dia, de por exemplo:

Nos relacionarmos com alguém.

Aí nos perguntamos:

  • Será que vai dar certo?
  • Será que vou me casar com ele / ela?
  • Nem bem começou o relacionamento e colocamos expectativas em um relacionamento que ainda está no início…
  • Se não deu certo é porque não tinha que dar e segue a vida…

 

Fazer e entregar um relatório

Já em meus processos de mentoria e coaching de carreira, orientei profissionais que são verdadeiras FERAS em suas áreas de atuação, me falarem assim:

  • E se o meu chefe não gostar?
  • Será que meu chefe vai gostar?
  • Será que as pessoas na reunião vão entender?
  • Eu não sei, se sei explicar direito…
  • Será que devo colocar determinada informação?

Será que… será que… muitos questionamentos e pouca ação

 

Escrever um projeto

Aqui nessas duas situações é uma loucura.

Na minha vida como mentor e coach, tive a oportunidade de orientar pessoas que serão, se já não são, GRANDES PROFISSIONAIS, verdadeiras FERAS dentro do mercado de trabalho. Olha TODOS sem exceção, são pessoas inteligentíssimas e a maioria das pessoas que orientei, as falas eram praticamente as mesmas.

Muitos me chamam carinhosamente de Professor ou por Luchezzi, e eles me falam o seguinte:

  • O que o Sr. acha de eu escrever sobre “determinado assunto”?
  • E se eu fizer isso ou aquilo?
  • E se fizer uma análise e uma comparação com…

E por aí vai…

E adivinhe! As pessoas não faziam, e deixavam o medo no dia a dia travarem, paralisarem elas.

O detalhe não era que, a pessoa não sabia o que fazer, como fazer, ou não sabia os conceitos. Se não soubesse os conceitos a minha função é orientar, mas quando perguntava sobre os conceitos 97% sabiam os conceitos.

Com o passar do tempo fui entender por que elas não escreviam. Fui perceber em meus processos de mentorias e coaching que a maioria das pessoas não faziam as coisas seja no ambiente escolar, profissional ou pessoal por medo no dia a dia.

A gente muitas vezes fica rodando em círculos e nos travamos e acabamos não fazendo absolutamente nada por causa do medo no dia a dia que deixamos nos travar.

Em muitas vezes (eu estou dentro desse contexto), temos:

  • Medo do desconhecido
  • Medo de ficar doente
  • Medo de ir para o hospital
  • Medo de ser assaltado
  • Medo de ser rejeitado
  • Medo de ser mal tratado

 

O site https://www.significados.com.br/, define:

“Medo é um estado emocional que surge em resposta a consciência perante uma situação de eventual perigo.

A ideia de que algo ou alguma coisa possa ameaçar a segurança ou a vida de alguém, faz com que o cérebro ative, involuntariamente, uma série de compostos químicos que provocam reações que caracterizam o medo”.

O nosso cérebro nos protege, nos defende de alguma coisa que possa nos colocar em perigo, mas nesse artigo não vamos focar nessa parte.

Aquilo que te mete medo é o que você tem que fazer todos os dias.

Vou te contar uma passagem da minha vida, que falo em minhas palestras essa passagem e o mais engraçado disso, é porque o resultado foi surpreendente, muito melhor do que esperava.

 

O fato é o seguinte!

Quando estava no mestrado, tinha que escrever minha dissertação. E para ter o certificado de mestre, uma das exigências é você escrever a dissertação.

E para fazer isso tive muito medo e fiquei por muitos dias perdendo tempo fazendo uma série de outras coisas que não me levavam a nada e nem a lugar nenhum. Sentia muito frio, me distraia facilmente com outras coisas que me tiravam o foco e fugia de escrever.

Pois bem, Joseph Campbell em seu livro “O Herói de Mil Faces”, escrito em 1949, diz que:

“A caverna que você tem medo de entrar guarda o tesouro que você procura”.

 

Te confesso que quando decidi abraçar meu medo escrevi um trabalho com 165 páginas. O mais engraçado é que no momento que escrevi minha dissertação não conhecia essa frase e foi exatamente o que fiz.

E fui muito bem avaliado em minha dissertação, mas por quê?

Porque resolvi enfrentar meu medo e encontrar o meu tesouro.

Talvez você esteja se perguntando: Por que falei isso?

Te falei isso para te mostrar que eu consegui e tenho toda certeza do mundo que você também consegue e conseguirá qualquer coisa que quiser e se comprometer consigo que vai fazer.

 

LEMBRE-SE!

O medo vai te travar, mas só se você deixar.

 

O que eu fiz então?

Vou te contar os 7 segredos para você encarar o medo no dia a dia, anota aí:

  1. Aquilo que te mete medo é o que você tem que fazer todos os dias
  2. Abrace o medo todos os dias
  3. Tire, elimine as expectativas
  4. Faça o que tem que ser feito
  5. Ouça as críticas e aprenda com elas
  6. Jamais desista
  7. Se dê a oportunidade de viver o presente

 

O medo no dia a dia é bom ou ruim?

Eu te diria que o medo no dia a dia é dual, ou seja:

  • Ruim

Porque se você deixar o medo no dia a dia te dominar ele vai te travar e não vai te deixar fazer nada e você vai ficar ali esperando que alguma coisa aconteça para você se mexer, mas as coisas só vão acontecer “se” você se mexer.

 

  • Bom

Porque ele vai te fazer pensar, antes de agir.

Ele vai te dizer CUIDADO, olhe, preste atenção, pense, faça análise.

Agora a sacada é:

Ter um meio termo no meio disso tudo.

É olhar para o medo pensar e não deixar ele te dominar e pensar, mas agir e não ficar parado.

 

Olha vou te dizer sinceramente que fazer isso não é da noite para o dia e requer foco, paciência, persistência e muita força vontade, porque a vida com toda certeza vai te testar e vai te colocar em situações difíceis de medo no dia a dia, mas ao encará-lo você pode sair vencedor.

Em meus processos de mentoria ajudo as pessoas descobrirem aonde elas têm medo para que despertem o potencial que está escondido dentro de cada um de nós.

Se você quiser saber mais entre em contato 11 9 91378894

 

Você tem muita coisa boa aí dentro.

Acredite no seu potencial!

 

É isso aí!

Um GRANDE abraço!

Força, fé, coragem, perseverança, amor, disciplina, atitude e muito otimismo.

Celso Luchezzi

Mentor e Coach Desenvolvimento Pessoal e Carreira

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *